O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi eleito hoje 02/02, em primeiro turno presidente do Senado para os próximos dois anos, com 42 votos dos 41 necessários. O opositor principal de Alcolumbre, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), renunciou a candidatura a presidência, mas manteve o mandato.

Renan Calheiros recebeu 5 votos, Espiridião Amin (PP-SC), segundo colocado, ficou com 13 votos. Já Fernando Collor, obteve 3 votos.

Alcolumbre encara agora o primeiro mandato como presidente do senado, dentre seus apoiadores está Onyx lorenzoni, também do DEM. Com 41 anos, o senador iniciou no meio político no início dos anos 2000.

ELEIÇÃO

A eleição foi marcada por muitas discussões, desentendimentos e até fraude na votação, além disso foi debatida a questão do voto ser aberto ou secreto. Ontem os senadores haviam decidido por 50 votos a 2 (Renan Calheiros e Kátia Abreu) que a votação seria aberta. Mas o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, despachou as 4:00h da manhã uma determinação que obrigava a votação a ser secreta.

A decisão de Toffoli não foi seguida, pois houve fraude na votação e ela precisou ser refeita. Os votantes para demostrar que não estavam fraudando deliberadamente, anunciaram em voz alta e mostraram as cédulas com os nomes de que votavam.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

O presidente da república, Jair Bolsonaro, que ainda se encontra internado, se recuperando em virtude da cirurgia, parabenizou Alcolumbra pelo twitter:

Antes da eleição do senador se concretizar, o filho do presidente informou que Bolsonaro teve uma recaída, recebeu os cuidados necessários e vem se recuperando:

Anúncios