O pastor Sargento Isidório (AVANTE – BA), é o autor do primeiro projeto da câmera dos deputados em 2019.o projeto de Lei tem por objetivo tornar a bíblia sagrada um patrimônio histórico e cultural da sociedade brasileira e da humanidade, “Eu vivi no alcoolismo, sou policial militar há 38 anos. Assim que entrei com 18 anos na PM, foi aquilo né: revólver na cintura, beber, ficar bonito, namorar, só que veio o alcoolismo, depois as drogas, aí perdi a dignidade” relatou.

Isidório também é responsável por mais dois projetos de lei, que tornariam o uso dos nomes Bíblia e Bíblia Sagrada proíbidos, exceto pelas instituições católicas. Ao todo, os demais deputados apresentaram cerca de 450 projetos no primeiro dia de legislatura.

Como Justificativa para o projeto, O deputado Isidório declarou:

é mais do que apenas um bom livro, é a vontade de Deus escrita para a humanidade. Para os cristãos, nela se encontram, acima de tudo, as respostas para os problemas da humanidade e a base para princípios e normas de moral”.

Ainda segundo o pastor, projeto parecido foi aprovado na Câmara da Bahia.

Anúncios