Bolsonaro anuncia pelo twitter, a criação da “Lava-Jato da educação”, as investigações serão feitas em cooperação entre a Polícia Federal, Ministério da Justiça e Advocacia e Controladoria Geral da União (ACGU). O intuito é investigar a aplicação das verbas destinadas a educação, as quais passaram de R$ 30 Bilhões em 2003 para R$ 130 bilhões em 2016, 4 vezes mais.

Mesmo com o aumento dos gastos, o país ocupa as últimas posições no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA). Em tom de alarmismo, o presidente declarou, “Há algo de muito errado acontecendo. A máquina está sendo usada para manutenção de algo que não interessa ao Brasil”. Bolsonaro prometeu fornecer mais informações em breve.

O Ler Agora apurou que em 2017, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Brasil ficou na 79° posição, atrás da Venezuela, num ranking que conta com 189 nações.

Confira o tuíte do Presidente:

SIGA O LER AGORA NO TWITTER:

https://twitter.com/leragora1?s=09

Anúncios