O primeiro ministro de Curaçau, Eugene Ruggenaath, informou que assinou acordo, na sexta-feira (15), com os Estados Unidos para tornar o país um ponto de distribuição da ajuda humanidade à Venezuela. A ilha que fica a 65km da costa Venezuela terá um centro de distribuição.

Segundo matéria do Estadão, a Venezuela fechou as fronteiras com Curaçau em 20 de fevereiro, como forma de evitar a entrada da ajuda humanitária.

Diante do anúncio do governo de Curaçau de servir como centro de armazenamento para uma suposta ajuda humanitária forçada à Venezuela, decidimos suspender todo tipo de voo privado, comercial e tráfego de embarcações entre a Venezuela e essas ilhas”, informou a vice-presidente bolivariana, Delcy Rodríguez.

A capital de Curaçau é Willemstad, reconhecida pela UNESCO como patrimônio mundial da humanidade.

Confira o tuíte do primeiro ministro de Curaçau:

Após uma visita bem-sucedida do embaixador Pete hoekstra (embaixador americano dos Países Baixos -Holanda do Norte e do sul), os Estados Unidos da América e Reino dos Países Baixos assinaram um acordo, detalhando o acesso e com as instalações da United em Curaçao como um centro humanitário para a ajuda à Venezuela.

Fotos: Reprodução do twitter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s