Em sua viagem aos Estados Unidos, o presidente Bolsonaro continua indo a reuniões oficiais. Hoje (19), antes do encontro com presidente dos Estados Unidos Donald Trump, a comitiva brasileira se reuniu com Luís Almagro, secretário geral da Organização dos Estados Americanos (OEA).

O deputado Eduardo Bolsonaro, que integra o grupo que acompanha o presidente do Brasil, informou através do twitter, que dentre os assuntos tratados estavam a “narcoditadura” de Nicolás Maduro e questões relacionadas a Cuba, “Almagro fez duras críticas e denúncias contra o regime venezuelano e cubano”.

Segundo Luís Almagro, foi discutido, com o presidente Bolsonaro, o processo de redemocratização da Venezuela.

Recentemente, após declarações de Bolsonaro sobre uma “ditadura socialista” vigente em Cuba, o governo cubano retirou seus médicos do Brasil. Em contrapartida, o governo brasileiro anunciou que todas as vagas deixadas pelos médicos cubanos foram ocupadas pelos profissionais brasileiros.

Sobre a Venezuela, em entrevista ao FoxSports, o governo brasileiro se comprometeu a apoiar os Estados Unidos em quaisquer ações que não visem uma intervenção militar, como suporte logístico e humanitário.

A OEA é uma organização que reúne 35 nações soberanas e tem atuação como mediador político, governamental e social entre os países que a compõe, funciona como uma espécie de fórum.

Imagem reprodução: Twitter de Eduardo Bolsonaro.

Anúncios