Na segunda-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro (PSL), ao falar sobre a crise no país vizinho, disse que caso ocorra uma intervenção militar em Caracas, fará uma consulta ao congresso, mas que a decisão final cabe a ele. A entrevista foi concedida a rádio Jovem Pan.

“Vamos supor que haja uma invasão militar lá [Venezuela], a decisão vai ser minha, mas eu vou ouvir o Conselho de Defesa Nacional, e depois o Parlamento brasileiro, para tomar a decisão de fato […]. A Venezuela não pode continuar como está”, falou Bolsonaro na entrevista.

O Conselho de Defesa Nacional é um órgão de consulta da Presidência da República composto por ministros, políticos do congresso e militares.

Apesar do tom adotado, o presidente afirmou que embargo econômico é a melhor opção para tentar derrubar o governo de Nicolás Maduro. Para Bolsonaro uma guerra na Venezuela envolveria táticas de guerrilha, característica que prolongaria o conflito.

O presidente também afirmou que um possível conflito na Venezuela provavelmente envolverá uma guerra de guerrilha e que essa situação pode prolongar o conflito. “Como vai resolver esse assunto? A gente vai ficar quanto tempo lutando uma situação como essas daí? Talvez pelo embargo você possa pressionar o governo a cair.”

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s