O australiano Julian Assange, fundador do Wikileaks, que ficou famoso por vazar informações confidenciais de governos, foi preso hoje (11) na embaixada do Equador, pela polícia inglesa, em Londres, onde estava refugiado há sete anos.

De acordo com o Wikileaks, Assange será levado ao tribunal de Westminster essa tarde, ele foi preso por um mandato de extradição dos Estados Unidos por conspirar com Chelsea Manning para publicar informações classificadas como crimes de guerra em 2010. Assange deverá ser extraditado aos Estados Unidos.

O fundador do Wikileaks é acusado de ter violado convenções internacionais, inúmeras vezes. Por conta disso o presidente do Equador, Lenin Moreno, decidiu suspender o asilo que o país concedeu ao australiano, então a prisão foi decretada e efetuada pelos londrinos.

Moreno informa que Assange não poderia “hackear contas ou telefones privados” é muito menos interferir na política de outros países, em especial os aliados do Equador. O Wikileaks se manifestou dizendo que a decisão docEquador foi “ilegal”. A organização é conhecida por publicar documentos confidenciais de governos e organizações empresariais.

Anúncios