Dois edifícios desabaram hoje pela manhã (12) na comunidade de Muzenza, favela da zona oeste, na região de Itanhangá, do Rio de Janeiro. A área é uma das localidades afetadas pelas chuvas e enchentes que afetam a cidade desde o início da semana. De acordo com os bombeiros, ao menos duas pessoas morreram e 15 estão desaparecidas. As buscas sob os destroços ainda estão sendo realizadas.

O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, classificou a situação como “lamentável” e agradeceu o trabalho dos bombeiros que estão “fazendo o seu melhor”. Para facilitar os trabalhos de resgate, a CETRio interditou o trânsito nas ruas do entorno e na Estrada de Jacarepaguá.

Segundo a Rádio Bandnews, moradores da região estão no local ajudando a resgatar feridos, há pessoas com vida sendo retiradas do que sobrou dos edifícios.

Imagem reprodução Twitter

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), ainda não se manifestou. No decorrer dessa semana, Crivella criticou a Globo por mostrar a situação de calamidade pública (decretada pelo próprio prefeito) que se encontra a cidade que administra. Para o prefeito a imprensa, além de mostrar o aspecto negativo, deve mostrar o trabalho feito pela prefeitura para minimizar os problemas da cidade.

Segundo dados da própria prefeitura a verba para contenção de enchentes caiu 80% na gestão de Crivella.

Previsão de orçamento e valor gasto. | Rio transparente (Reprodução).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s