O presidente da república Jair Bolsonaro suspendeu o aumento de 5,7% do preço do Diesel da Petrobrás. Por conta disso, o marcado financeiro reagiu mal nesta sexta-feira (12).

Bolsonaro ligou para o presidente da petrolífera Roberto Castelo Branco, após se surpreender com o reajuste, o presidente diz querer um preço ‘justo’ para o combustível. “Na terça convoquei todos da Petrobrás para me esclarecer o porquê dos 5.7%, a inflação está abaixo de 5% […], se me convencerem tudo bem”.

A medida foi vista como antiliberal pelos investidores, as ações da estatal caíram mais de 8% na bolsa de valores, a perda ultrapassa os R$ 32 bilhões em valor de mercado.

Captura de tela – Ações da Petrobrás.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em entrevista a Jornalista Raquel Krähenbühl, disse que não vê risco de controle de preços no governo Bolsonaro e a volta de uma politica que não siga os princípios liberais. Ele afirma que no longo prazo o que traz um crescimento sustentável é menos intervenção possível.

Confira o pronunciamento do presidente:

Anúncios