O tenente brigadeiro Ricardo Machado foi exonerado, hoje (18), do Ministério da Educação (MEC), ele havia sido posto no cargo como número dois no dia 29 de março, com o objetivo de organizar a pasta durante a crise na gestão de Ricardo Vélez Rodríguez. Sua demissão já consta no Diário Oficial da União.

Machado, enquanto era secretario da pasta, tentou alterar o decreto sobre alfabetização. Excluiu do documento a preferencia pela alfabetização fônica.

De acordo com informações do Estadão, o atual ministro , Weintraup está trazendo os ”olavistas”, ligados a Olavo de Carvalho, de volta para ocupar os cargos importantes. Um contra-ponto a predileção do setor militar, que prefere aspectos técnicos em detrimento do ideológico.

Anúncios