O presidente da Força Sindical e deputado federal pelo “Solidariedade” desde 2007, Paulo Pereira da Silva, declarou hoje (1), em evento do Dia Nacional do Trabalho que, a discussão dos políticos do ‘centrão’ é fazer uma reforma que não garanta a reeleição de Jair Bolsonaro à presidência República.

“R$ 800 bilhões garantem, de cara, e reeleição dele. Se dermos 800 [bilhões de reais], como disse ele, significa que nos últimos 3 anos dele, há 240 bilhões ao ano para gastar. Eu acho que temos de ter em torno de 500 bilhões. 600 [bilhões de reais de economia nos próximos 10 anos] seria o limite para essa reforma.”, disse Silva.

Silva acredita que ninguém quer a reeleição de Bolsonaro, então, esse discurso facilitaria convencer os demais políticos para votar uma reforma “menor”.

*Com informações de O Antagonista

Anúncios