Após repercussão da fala do deputado conhecido como Paulinho da Força (SD), sobre mudar a reforma da previdência para impedir uma possível reeleição do presidente Jair Bolsonaro, a deputada federal, Janaína Paschoal, se manifestou pelo Twitter contra a declaração.

“Vamos pensar no Brasil e deixar as eleições para depois. O foco no presente é o que falta. A Reforma da Previdência será a maior Reforma Social dos últimos tempos. Ela é necessária, todos sabem, apesar de não reconhecerem”.

A deputada também disse não entender as notícias de que o governo não vai bem e a preocupação com uma reeleição, “Ora, mas se há medo de ele concorrer à reeleição, forçoso concluir que o Governo vai bem… Se ele fosse tão ruim assim, com Reforma, ou sem Reforma, não haveria o que temer”, declarou Janaína.

CRIAÇÃO DE NOVO MINISTÉRIO

Um pouco depois a deputada se manifestou contra mudanças no Ministério de Justiça e Segurança Pública, “Separar Justiça de Segurança Pública implicará redução na eficácia. Não raras vezes, investigações de determinada natureza desaguam em outras bem mais complexas e deletérias”.

Janaína argumentou que haveria gastos na criação de outro ministério e reduziria a eficácia das investigações, visto que “não raras vezes, investigações de determinada natureza desaguam em outras bem mais complexas e deletérias”.

Vale ressaltar que uma das promessas de campanha de Jair Bolsonaro era a de reduzir o máximo possível o número de ministérios. O governo do PSL tem atualmente 22 pastas ministeriais.

Anúncios