O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (2), em Live no Facebook, acreditar que ‘fissuras’ entre os militares venezuelanos de patente mais baixa levará a queda de Nicolás Maduro, na Venezuela.

“Há uma fissura no Exército da Venezuela nas patentes mais baixas e a tendência é essa fissura subir e atingir o alto escalão dos generais”, afirmou Bolsonaro.

Augusto Heleno, Chefe do Gabinete Institucional, afirmou que a queda de Maduro não será fácil, pois há 2 mil generais aliciados pelo regime, recebendo altos salários, influência no setor petrolífero e com presença no tráfico de drogas.

Recentemente Bolsonaro afirmou que uma possível declaração de guerra é de competência exclusivamente do executivo. Logo após, Maia rebateu, “é importante lembrar que os artigos. 49, II c/c art. 84, XIX; c/c art. 137, II da Constituição Federal precisam ser respeitados”. “E eles determinam que é competência exclusiva do Congresso Nacional autorizar uma declaração de guerra pelo Presidente da República”, completou.

Anúncios