Um dos manifestantes que aparecem em vídeo sendo atropelado por um blindado de origem chinesa pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB), em Caracas, na Venezuela, sofreu fraturas, mas passa bem.

Em entrevista ao Jornal Nacional, Luís Alejandro, disse que voltaria a protestar com “a mesma convicção”. O rapaz teve um tornozelo quebrado e outras feridas pelo corpo.

O blindado é um VN4 Rhinoceros, pesa 5.7 toneladas, possui uma metralhadora 12.7 mm, a versão venezuelana possui um disparador de gás lacrimogêneo e alcança 115 km/h.

Relembre o caso

Durante a tarde do dia (30), blindados a serviço de Nicolás Maduro avançaram e atropelaram centenas de manifestantes contrários a ditadura comunista Bolivariana.

No vídeo é possível observar que dois blindados brancos avançam sobre a população civil, ao que tudo indica, incluindo o formato da pista, o fato ocorreu no bairro Altamira, em Caracas, na Venezuela.

Veja o momento em que tanques passam por cima de manifestantes na Venezuela:

Anúncios