Reconhecido pela Organização dos Estados Americanos (OEA) como uma ditadura, o governo de Nicolás Maduro, prendeu o Vice-presidente da Assembleia Nacional Edgar Zambrano, tido como opositor ao governo ditatorial. Os países do Grupo de Lima, incluindo o Brasil, contestaram a prisão.

A Assembleia Nacional é o último órgão público comandando pela oposição ao governo, por conta disso, Maduro criou uma “Nova Constituinte” para retirar os poderes e imunidade do Parlamento, a medida afetou 10 deputados oposicionistas.

O Grupo de Lima considera a decisão “arbitrária” e “ilegítima”. Zambrano foi preso ontem (8), por agentes da Sebin, serviço de Inteligência da Venezuela, por ordens do General Gustavo González López.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s