Em vídeo publicado no Twitter nesta sexta-feira (10), o ministro da Educação Abraham Weintraub, afirmou que o contingenciamento dos gastos das universidades públicas é de 3,5%, ao invés dos 30% informados por parte da mídia e pelo secretário de Educação Superior Arnaldo Lima.

“Imagina que uma universidade tem um orçamento de R$ 100 milhões por ano, de modo geral ela vai ter R$ 85 milhões para pagamento de professores, funcionários e técnicos. Esses R$ 85 milhões estão integralmente garantidos inclusive com as promoções previstas, nisso não estamos mexendo em um centavo”, afirma o ministro.

“Depois, ainda tem o apoio e o auxílio aos estudantes no valor de R$ 3 milhões, que é bandeijão e auxílio financeiro, isso também está preservado. Sobra 12 milhões para o reitor gastar como ele quiser. O MEC teve que contingenciar no caso 3,5% [dos R$ 12 milhões]. A gente tentou preservar todas as áreas que não tem como cortar [gastos]”, completa.

O Ler Agora noticiou que foram cortadas em média 30% das verbas discricionárias, não das verbas totais, como dá a entender o ministro no vídeo.

Confira o vídeo do ministro Abraham Weintraub:

Anúncios

1 comentário »