O ex-presidente Michel Temer foi preso ontem (9), sob a acusação de ser chefe de uma organização criminosa que movimentou R$ 1,8 bilhão. Ele está na sede da Polícia Federal em São Paulo, numa sala com banheiro, frigobar.

Assim como Lula em Curitiba, por ter exercido a chefia de Estado, Temer tem direito a uma “sala de Estado-maior” (espaço individual e com banheiro, sem contato com outros presos). Informa O Antagonista.

Anúncios