A ditadura dos irmãos Castro em Cuba, anunciou nessa sexta-feira (10), que o país passa por um novo período de racionamento de itens básicos.

De acordo com a Agência pública da Alemanha, Deutsche Welle, produtos da cesta básica como ovos, arroz, feijão, frango, além de sabão e outros, estão em falta no país e tem sua oferta limitada.

Em Cuba, a população não pode ir ao mercado e comprar o que sentir necessidade ou desejo, precisa se contentar com o que o governo socialista libera mensalmente.

Fidel Castro La Habana 1994 | JFBR

De acordo com matéria publicada em 2013 pelo G1, cada uma das 3,6 milhões de famílias cubanas tem uma caderneta do racionamento, que foi introduzida com ‘uma vocação de igualdade em momentos de escassez, para proteger nosso povo da especulação e da acumulação com fins lucrativos’, disse o presidente Raúl Castro em abril de 2011, quando defendeu a necessidade de eliminá-la o mais rápido possível.

80% dos alimentos consumidos no país são comprados do exterior.

Anúncios