O Senador Flávio Bolsonaro, afirmou em entrevista ao Estadão, que a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) sobre o caso Queiroz, no qual solicitam a justiça a quebra de seu sigilo fiscal e bancário, é ilegal.

Para o senador, o pedido é uma manobra do MP para dar um sentido de legalidade a investigação, “para que esse pedido, se meu extrato já apareceu na televisão? Eles querem requentar uma informação que conseguiram de maneira ilegal”, argumenta

O senador entende que por conta do ato ilegal a investigação deve ser anulada. Flávio é investigado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), sobre uma suposta movimentação financeira atípica em sua conta bancária a qual Queiroz estaria envolvido como um suposto laranja. “Talvez tenha sido meu erro confiar demais nele”, completa.

Anúncios