Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, afirmou que os líderes políticos precisam buscar soluções para a economia após a aprovação da reforma da previdência.

O deputado afirma que os gastos em áreas estratégicas, como infraestrutura e investimentos públicos precisarão ser ampliados para elevar o crescimento do Brasil. Maia diz ainda que a reforma sozinha não resolverá o problema do desemprego, que atualmente passa os 12, 5%.

Maia disse que o país perdeu a capacidade de investir e o montante de despesas obrigatórias é alto, o governo federal gasta R$ 94,00 de cada R$ 100,00 que arrecada, distribuídos para áreas específicas.

Em entrevista ao Estadão, Maia afirmou que o relacionamento com o presidente melhorou e a reforma deve ser aprovada até junho de 2019.

Anúncios