A reforma da previdência será aprovada com o “governo ajudando ou atrapalhando, com ou sem redes sociais”, informou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), nessa quarta-feira (15).

Maia conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a necessidade de se reduzir impostos e realizar uma reforma tributária após a aprovação da previdência.

O presidente da Câmara ainda apontou que as despesas da previdência social aumentaram e é necessário diminuí-la, “as carreiras de Estado cresceram muito nos últimos anos. Um advogado da União ganha 67% mais do que no setor privado”. Ele ainda disse que a solução para o Brasil é menos estado e mais setor privado.

Anúncios