As despesas envolvem a rotina da corte

O carpete que encobria o chão do gabinete da presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), instalado em 2001, foi substituído por outro na gestão de Dias Toffoli por causar alergia ao chefe da corte. A alteração gerou gasto de R$ 443.908,00 aos cofres públicos.

Segundo revelou o Estadão, os gastos incluem ainda a substituição de 1.250 smartphones (comprados em 2010), orçados em R$ 2,3 milhões e a troca de 14 carros blindados por R$ 2,8 milhões. As despesas totais, incluindo outros itens, chegam a R$ 29,5 milhões.

O STF afirma que apesar dos gastos, a gestão de Toffoli diminuiu as despesas em 36%.

Anúncios

1 comentário »