O presidente Jair Bolsonaro liberou R$ 1,588 bilhão do fundo de reserva para o Ministério da Educação, dessa forma o orçamento da pasta volta para a situação de março, informou o Secretário Especial de Fazenda, Waldery Rodrigues. O bloqueio das verbas retornou para R$ 5,84 bilhões, valor ajustado por decreto em 29 de março.

O MEC decidirá como essa verba será aplicada, na educação básica ou nas universidades, ambas sofreram contingenciamento no início do ano.

Anúncios