A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) ameaçou processar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, os dois já protagonizaram desentendimentos anteriormente. A deputada não gostou da forma como o ministro respondeu à seus questionamentos.

O tema da discussão são os convites enviados pelo Ministério da Educação para uma reunião com Tabata, ela afirmou não ter recebido. Então, para provar que estava com a razão, o ministro compartilhou os supostos convites com o número pessoal de Tabata, que agora o acusa de tentar difama-la.

“Cobrei planos, metas e ações do MEC. O ministro respondeu divulgando meu número de telefone pessoal e tentando manchar a minha imagem e a da minha equipe. Usou comigo dos mesmos mecanismos que emprega na análise dos problemas da educação: polemiza, manipula informações, e mente. Isso não é atitude de ministro”, afirmou a deputada.

Anúncios