O relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin rejeitou um recurso impetrado pela defesa do ex-presidente Lula questionando a atuação do atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

O recurso dos advogados de Lula também foi rejeitado na 1° e 2° instâncias e chegou por meio de uma ação extraordinária ao STF. Para Fachin não há provas suficientes para o julgamento do caso.

Anúncios