O presidente Jair Bolsonaro afirmou no sábado (1), que a reforma política deve ser proposta primeiramente pelo Congresso Nacional, numa definição cabe apenas aos parlamentares. “O presidente pode dar opiniões sobre um ou outro assunto, se a Câmara tiver clima para aprova-la. Fora isso quem decide é o Parlamento”, comentou Bolsonaro à jornalistas.

Para o presidente a reforma política precisa ter “um consenso do Parlamento”. Sem apoio das respectivas casas, uma proposta do executivo “vai para a demagogia”.

Anúncios