O aiatolá Ali Khamenei, líder Supremo do Irã, afirmou ontem (4) que seu país continuará o desenvolvimento de mísseis e não serão “enganados” pelo pedido de negociação do presidente estadunidense Donald Trump.

Os desentendimentos entre os dois países piorou neste ano, os Estados Unidos abandonaram um acordo entre o Irã e potências globais por considerar o texto falho. Trump tenta conseguir um novo acordo.

“O Irã tem chance de ser um grande país, com a mesma liderança. Não estamos buscando uma mudança de regime. Só quero deixar isso claro. Queremos que não haja armas nucleares”, disse Trump.

O aiatolá respondeu que com o programa de mísseis, “eles sabem que chegamos a um ponto de dissuasão e estabilidade”.

Anúncios