A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann afirmou, nesta terça-feira (11), que a oposição ao governo se reuniu hoje com a cúpula da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e decidiram sobre a necessidade de uma CPMI com o objetivo de apurar “condutas de procuradores e juízes contra o ex-presidente Lula.

“Neste momento difícil que o Brasil atravessa, de agressão ao direito de defesa e ameaça de ruptura institucional, a oposição esteve hoje na OAB, entidade com histórico de lutas em defesa da democracia e essencial para o atual cenário político nacional”.

Hoffmann afirma em rede social, que a oposição exige o afastamento do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e demais procuradores da Lava jato. “Trabalharemos para convocar Moro, Dallagnol para se explicarem. Manifestamos solidariedade irrestrita a Glenn Greenwald, do The Intercept, e sua família”, declarou a deputada.

Anúncios