O presidente Jair Bolsonaro, informou nesta sexta-feira (14), que irá recorrer da decisão judicial que absolveu o esfaqueador Adélio Bispo. Bolsonaro classificou a decisão como “circo armado” e disse que se Adélio for considerado maluco, mesmo que ele fale quem é o mandante da tentativa de assassinato, não terá valor jurídico.

“O circo armado é que, a partir deste momento, se não houver recurso e [o processo] for transitado em julgado, se caso Adélio queira falar quem pagou a ele para tentar me assassinar, não tem mais valor jurídico, ele é [considerado] maluco”, declarou o presidente, de acordo com o G1.

Bolsonaro em café da manhã com jornalistas – Marcos Corrêa / PR

O presidente ainda falou que tem a convicção de quem é o mandante, mas não pode dizer por não ter provas e não querer fazer pré-julgamento de ninguém.

Anúncios

1 comentário »