Ao comentar sobre o caso do menino Rhuan, de 9 anos, assassinado com requintes de crueldade pela mãe, o presidente Jair Bolsonaro disse que o crime é “chocante”, aproveitou para se posicionar a favor da prisão perpétua e lamentou que a constituição vede esse tipo de pena. O pronunciamento foi feito nesta terça-feira (18), em rede social.

“O chocante caso do menino Ruan, que teve seu órgão genital decepado e foi esquartejado pela própria mãe e sua parceira, é um dos muitos crimes cruéis que ocorrem no Brasil e que nos faz pensar que infelizmente nossa constituição não permite prisão perpétua”.

Anúncios