O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta sexta-feira (21), que não vê problema caso a votação na Comissão Especial da reforma da previdência atrase em até uma semana. Por conta do feriado de São João alguns deputados podem não comparecer e sem a quantidade mínima de parlamentares para iniciar a votação, a aprovação do texto pode atrasar.

Foto: Alan Santos / PR

“Pela minha experiência de Parlamentar, temos a festa junina. O parlamentar fica requisitado. Se atrasar uma semana não tem problema, não. Toca o barco”.

Anúncios