O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, quer incluir os servidores estaduais e municipais nas novas regras da reforma previdenciária. O texto original, entregue pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, incluía os Estados e municípios.

Por não ter um acordo na Câmara sobre a permanência destes setores, o relator da proposta na Comissão Especial, Samuel Moreira (PSDB-SP), retirou o trecho que tratava dos governadores e prefeitos.

De acordo com o Estadão, Maia disse:

“A gente vê a pressão que os Estados estão fazendo por recursos. Então, não adianta excluir os governadores porque depois o problema volta para o Congresso Nacional, volta para o Executivo federal.”

O deputado acredita que um acordo com a federação será um “momento histórico” para a política brasileira.

Anúncios