Seyed Ali Saghaeyan, embaixador do Irã no Brasil, disse que seu país não pretende deixar que a aproximação com do governo brasileiro com os Estados Unidos e a crise no Oriente Médio interfiram na relação entre os dois países, mas é necessário ter cuidado no trato político.

Saghaeyan afirmou, em entrevista à Folha, que o governo iraniano manteve boas relações com governos brasileiros de diferentes espectros ideológicos, mas tudo pode mudar em alta velocidade.

“Construir uma relação forte e amigável entre países leva tempo e precisa de muito investimento. Mas é possível destruir essa relação muito fácil e rapidamente”.

“Eu acho que o Brasil e o Irã, até agora, têm demonstrado a maturidade e vontade de construir essa relação. Achamos que é do interesse das duas nações que os governos superem as diferenças políticas e ideológicas e se concentrem em uma perspectiva construtiva e pragmática”, completou.

Anúncios