O deputado Federal Tiririca (PL-SP), afirmou nesta segunda-feira (1) que o presidente Jair Bolsonaro pode ser o pior presidente da história do Brasil, “Se não sair do pedestal”. Em entrevista a Folha, ele disse que o governo vai ser responsável por um bordão antônimo ao que o levou a ser o deputado mais votado da história de São Paulo com 1.35 milhão de votos, “pior do que tá, fica”.

“Ele Bolsonaro não é um cara popular, o discurso dele não é popular. Agora, tá faltando a galera pra chegar e dizer: ‘Irmão, senta aqui. Cara, tu não é deputado. É o país, irmão. Assim não vai. É assim, assim e assim […]’ Se ele não sair do pedestal, vai ser o pior governo que já tivemos em todos os tempos”

E completou:

“Ele chegou com um discurso bacana, bonito, mas não rola assim, papai. Eu tô no meu terceiro mandato. Eu vim numa brincadeira. Eu tava mal das pernas e eu disse: se eu fizer isso, eleito eu não vou ser, mas pelo menos vou divulgar e vou vender show pra caramba! Eu vim nessa pegada. Quando vi, um milhão e trezentos e cinquenta mil votos. Eu disse, ‘epa, o que é isso?’ Parei, não, não posso brincar com uma pegada dessa. Aí disse: quando chegar lá vou aprovar projeto pra caramba. Eu pensei que era assim. Quando eu cheguei aqui foi um choque. Ele se sentiu nessa pegada. ‘Sou presidente e eu posso tudo.’ E não é assim”, afirmou o deputado do PL em entrevista à Folha de S. Paulo.

Anúncios