O Facebook informou em nota enviada a imprensa, que esvaziou quatro prédios nesta segunda-feira (1), após a Central de correspondência da empresa receber pacotes suspeitos de conter o gás químico Sarin. As autoridades estão trabalhando para investigar o ocorrido, de acordo com o Corpo de bombeiros duas pessoas foram expostas ao gás em uma unidade de triagem de encomendas, não há informações sobre o estado de saúde.

O gás Sarim é considerado pela Organização das Nações Unidas (ONU), como uma arma de destruição em massa, sendo descoberto acidentalmente em 1938 por alemães. A arma química que foi usada na Síria, matando 86 pessoas e ferindo outras 546, afeta o sistema nervoso, sobrecarregando os músculos e impedindo a respiração. A depender da quantidade, causa a morte em até menos de um minuto.

“Às 11h desta segunda-feira (1º), horário local na Califórnia, um pacote entregue a uma de nossas centrais de correspondência foi considerado suspeito. Evacuamos quatro edifícios e estamos conduzindo uma investigação completa em coordenação com as autoridades locais, que ainda não identificaram a substância encontrada”, informa a nota emitida pela empresa.

Anúncios