O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ), afirmou nesta quarta-feira (3), que não irá retirar “uma palavra do que eu disse ontem”, sobre Sérgio Moro ser um “Juiz ladrão”. A fala foi dita durante audiência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal, o ministro da Justiça era questionado sobre as mensagens relacionadas à Lava Jato vazadas pelo Intercept. A bancada do PSL disse que irá ao Conselho de Ética instaurar uma representação contra o psolista.

“Hoje eu acordei com a ameaça de alguns deputados bolsonaristas dizendo que vão me processar, entrar no Conselho de Ética. Se for aceito, o que eu não acredito, vou propor a produção de provas, vou propor a convocação de testemunhas. Vai ser mais uma oportunidade para demonstrar que Sérgio Moro é um juiz ladrão. Eu não retiro uma palavra do que eu disse ontem”.

Anúncios