O vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Carlos Jordy, informou que o PSL irá instaurar uma representação no Conselho de Ética contra o deputado do PSOL, Glauber Braga, por ter chamado o ministro da Justiça, Sérgio Moro, de “Juiz ladrão”.

“Não pode ficar impune, um desrespeito sem precedentes com uma autoridade do governo”, declarou Jordy.

Moro participou de audiência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, ontem (2), para explicar seu suposto envolvimento na Operação Lava Jato. O site Intercept vem divulgando conversas atribuídas ao ex-juiz e procuradores da Lava Jato, nas quais os envolvidos teriam tramado a prisão do ex-presidente Lula. A audiência foi marcada por confusão e o ministro precisou sair por uma “porta secreta”.

Na reunião, os deputados se dividiram em dois lados, ao invés de se concentrarem em perguntas técnicas para esclarecer o caso à população brasileira, um lado partiu em defesa de Moro, e o outro para o ataque.

Anúncios