Durante a sua já tradicional Live no Facebook, nesta quinta-feira (4), o presidente da República, Jair Bolsonaro, se posicionou a favor do trabalho infantil já que ele próprio trabalhou quando criança e “não foi prejudicado em nada”. Entretanto, não formulará nenhum projeto de lei descriminalizando o ato, pois “seria massacrado”.

Bolsonaro relatou que trabalhou numa fazendo quando criança, “eu com nove, dez anos de idade quebrava milho na plantação e quatro, cinco dias depois, com sol, você ia colher o milho”.

De acordo com o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, apesar das reduções nos casos de trabalho infantil nas últimas duas décadas, os avanços são “lentos” e cerva de 2,4 milhões de crianças ainda são forçadas a trabalhar.

Crianças essas que são expostas a trabalho insalubre, noturno ou perigoso, comprometendo o desenvolvimento psicológico, físico e social. O Brasil ratificou em 2000 a convenção 182, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), cujo objetivo é atuar para proibir e acabar com as piores formas de trabalho infantil.

Anúncios