A presidente estadual do PSL na Bahia e deputada Dayane Pimentel partiu em defesa do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (5), sobre a declaração favorável ao trabalho infantil. “É melhor defender o trabalho infantil do que o marginal infantil”, escreveu em rede social.

Questionada por seguidores sobre nenhum crime ser melhor que o outro, a deputada respondeu, “Crime é não ter o que comer e sair para roubar por isto. Minha mãe cortou sisal dos 5 aos 15 anos. Meu pai começou a trabalhar com 10 vendendo picolé. Veja quem sou. Vá caçar um emprego você também”.

Anúncios