Faltando menos de 40 dos votos necessários para aprovar a reforma da previdência na Câmara dos Deputados, o presidente Jair Bolsonaro se mostrou otimista, nesta terça-feira (9). “Maia é o nosso general para aprovar [a reforma]”, sinalizando que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, trabalha a favor do governo.

O Projeto de Emenda a Constituição (PEC) da previdência começa a ser analisado hoje, e deve ser aprovado até sábado.

“Segundo informações de vocês mesmos, o Rodrigo Maia é o nosso general dentro da Câmara para aprovar, com toda a certeza antes do recesso, os dois turnos da Nova Previdência”, diz Bolsonaro.

Anúncios