O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, garantiu que o “problema” do militar preso com drogas em avião presidencial, na Espanha, “não acontecerá de novo”. Durante sessão conjunta na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (10), Heleno disse que o fato está sendo apurado e o responsável responderá pelo “crime que cometeu”.

“É lamentável o fato, principalmente porque as tripulações que trabalham e transitam nas aeronaves do Grupo de Transporte Especial, não só as aeronaves do presidente, são escolhidas a dedo. É um trabalho extremamente consciente da sua grandiosidade, da sua responsabilidade. Um fato desse obviamente merece ser apurado e quem estiver envolvido fatalmente responderá pelo crime que cometeu ou pela irregularidade que cometeu, e nós teremos condições de dizer que o problema foi saneado”.

Anúncios