Integrante do bloco que compõe a oposição ao governo e líder nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann disse que é “vergonhoso” ver um “bando de engravatados aplaudindo e rindo” a aprovação da nova previdência, pois “estão tirando um dos maiores direitos de Segurança Social conquistados pelo povo brasileiro”.

A deputada afirmou que “não é justo” trabalhar por 40 anos para conseguir a aposentadoria com salário integral pois ninguém consegue “trabalhar 40 anos consecutivos e contribuir para o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social)”.

“É muito difícil alguém ganhar o teto do Regime Geral de Previdência Social, que é R$ 5 mil. Os senhores ainda têm a coragem de vir aqui dizer que estão acabando com os privilégios”. “Acabar com o privilégio é mexer na aposentadoria de R$ 2 mil reais? No abono salarial? Acabar com o privilégio é mexer na pensão por morte?”, questiona Hoffmann.

Anúncios