Militantes bolsonaristas criam hashtag “#DeltanNaPGR”, no Twitter, para emplacar apoio ao procurador Deltan Dallagnol à assumir a vaga da Procuradoria-Geral da República (PGR), substituindo Raquel Dodge.

O movimento que se inicia nas redes sociais, neste domingo (14), surgiu após a Folha divulgar nova matéria sobre a Vaza Jato, na qual Dallagnol supostamente discutiu com colegas a criação de uma empresa de eventos e palestras, para “lucrar com a fama e contatos obtidos durante as investigações do caso de corrupção”.

De acordo com a Folha, a lei proíbe que procuradores criem ou gerenciem empresas, apenas podendo ser sócios ou acionistas. Em nota, o procurador afirmou que não abriu e não gerência empresas.

Anúncios