O ministro da Suprema Corte, Marco Aurélio de Mello, que está prestes a se aposentar compulsóriamente, declarou que não quer o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ocupando sua vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). O posicionamento foi feito em entrevista à Folha.

Dentre as razões para não querer o ex-juiz no STF está a divulgação das mensagens entre Moro e procuradores da Lava Jato em reportagem do Intercept. “Eu espero que ele não ocupe a cadeira que deixarei em 2021. […]A máscara caiu”, afirmou.

Anúncios