Milhares de manifestantes voltaram a se reunir pela sétima vez em Hong-Kong, neste domingo (21), contra a aprovação de uma lei que permitirá a deportação de presos e investigados políticos para a China continental. A população também exige investigações independentes sobre a brutalidade da polícia contra quem participa dos protestos.

De acordo com o Hong Kong free press, a Polícia de choque da cidade usa gás lacrimogêneo para dispersar a multidão. Segundo a Frente Civil de Direitos Humanos, cerca de 430 mil pessoas compareceram, o número é 4x maior que os protestos pró-governo que ocorreram nesse sábado.

Anúncios