O presidente Jair Bolsonaro, comentou, neste domingo (21), ao chegar em restaurante em Brasília, que o governo “neste momento” não tem pretensão em diminuir ou extinguir a multa de 40% do saldo do FGTS paga para quem é demitido sem justa causa.

Bolsonaro disse que o valor não está na constituição e na visão dele é uma lei que pode ser revista “lá na frente”. O chefe do executivo defendeu a realização de alterações “necessárias” para a geração de empregos.

“O que eu estou tentando levar para o trabalhador é o seguinte: menos direitos e emprego. Todos os direitos e desemprego”.

Anúncios