O hacker Walter Delgatti Neto, de codinome “Vermelho”, isentou Glenn Greenwald e o Intercept na receptação das informações do smartphone do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e demais autoridades.

No Twitter, o editor-chefe do Intercept publicou uma matéria, nesta quinta-feira 25), na qual o hacker diz que não exigiu compensação financeira para fornecer os dados e que a iniciativa de entregar o material partiu grupo de invasores.

Anúncios