O presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesse sábado (27), falou sobre a suspensão de investigações de lavagem de dinheiro sem prévia autorização judicial e sem citar nomes se referiu ao Intercept, “quebrar sigilo sem autorização judicial e privilegiar um órgão de imprensa é crime”.

E completou:

“No meu entender, publicar informações mentirosas mesmo sabendo que são mentirosas e não se retratar também é um crime”.

O Intercept é o site responsável por vazar supostas conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores, as quais, se comprovadas, podem comprometer a atuação de Sérgio Moro na Operação Lava Jato. Já a suspensão das investigações foi solicitada pela defesa do filho do presidente e senador, Flávio Bolsonaro.

Anúncios