A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) manifestou preocupação, neste domingo (28), perante o ataque de 50 garimpeiros armados contra a aldeia indígena Wajãpi, no Amapá, ocorrido nos últimos dois dias, deixando o cacique morto. Os indígenas sobreviventes foram expulsos da localidade. A Polícia Federal e o IBAMA foram acionados para mediar o conflito.

“Solicitamos a devida diligência do Estado brasileiro para proteger e prevenir possíveis violações de seus direitos humanos”.

O ataque ocorreu poucas horas após o presidente Jair Bolsonaro afirmar que pretende permitir a exploração de terras indígenas para a coleta de minérios.

Anúncios