O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), chamou o presidente Jair Bolsonaro de “fascista intelectualmente limitado”, neste domingo (28), em rede social. A crítica se dá por causa do pronunciamento de Bolsonaro sobre uma possível prisão do jornalista do Intercept, Glenn Greenwald.

“Precisa ser contido enquanto houver tempo. A escalada autoritária dos últimos dias não tem precedente no período democrático e conta com apoio numeroso de zumbis robotizados. A liberdade vai vencer sempre”.

O jornalista do Intercept, responsável por publicar as reportagens da Vaza Jato, está sendo alvo de integrantes do governo, que buscam sua prisão ou deportação. Segundo a base governista de parlamentares, o jornalista Greenwald ameaça a “segurança nacional”, retórica criticada pela oposição.

Anúncios